Aprender a crescer
COSPE e Fundação Lavazza colaboram para ajudar o Equador a despertar e investir em recursos que a terra pode oferecer, ajudando as associações de produtores e famílias.
O desafio

Desde 2007, o Equador passa por uma era de relativa expansão econômica, que tem sido acompanhada por uma redução na pobreza.

Em 2014, esta tendência positiva foi interrompida devido ao colapso dos preços do petróleo, à redução das exportações e ao abrandamento econômico de alguns parceiros estratégicos.

O país ainda está em uma situação de crise que resultou em um novo aumento da pobreza e das desigualdades.

Os objetivos
Fortalecer a cadeia de suprimento de café no Equador, nas províncias de Carchi e Imbabura.

Otimizar as fases pré e pós-colheita, a consolidação das associações de produtores e a implementação de uma pequena instalação de torra.

Aumentar a renda das famílias beneficiárias resultantes da venda de café em 20%.
A resposta

O projeto desenvolvido pela COSPE e apoiado pela Fundação Lavazza faz parte de um quadro mais amplo de atividades, denominado “Cacau adequado: fortalecimento das cadeias de suprimento de cacau e café para a soberania alimentar do Equador”.

O projeto concentra-se em três frentes principais: melhoria e padronização da produção, fortalecimento das associações e comercialização e promoção da agroecologia e soberania alimentar.