VOLTAR
5 minuti
Coffee Sips

História do café

Publicado em 18 Julho 17

Do século XIX em diante, o café tornou-se a bebida mais popular do mundo, após a água.

UMA BREVE HISTÓRIA DO CAFÉ: ENTRE A LENDA E AS ORIGENS PASTORAIS

A história do café está repleta de inúmeras lendas. Seu efeito estimulante no corpo humano foi descoberto por acaso, assim como as virtudes terapêuticas do chá, porém mais de mil anos depois. De acordo com a lenda, tudo começou no século IX na Abissínia, hoje Etiópia. Um pastor que vivia na província de Kaffa ficou espantado que as suas cabras não conseguissem dormir à noite. Não sabendo o que fazer, ele virou-se para os monges de um mosteiro nas proximidades que resolveram o mistério: as cabras gostavam de comer os frutos similares a uma cereja de uma planta estranha: um arbusto de café. Impulsionados pela curiosidade científica, os monges prepararam uma infusão com estas bagas e depois de beber a bebida todos se sentiram carregados de energia.

 

 

CAFÉ – “A BEBEDEIRA SÓBRIA”

Ainda hoje, o planalto etíope é considerado o berço do café. De lá, os grãos de café cruzaram o mar vermelho, chegando na Arábia. O cultivo do café começou no Iêmen em meados do século XV. Das cidades peregrinas de Meca e Medina, o café espalhou-se rapidamente por toda a Península Arábica. A cidade portuária de Mocha era, até 1720, o centro do comércio de café do mundo. Por esta razão, até o século XVIII, “Mocha” era bebida nos cafés em toda a Europa. Era uma bebida tremendamente cara que só a nobreza podia pagar. Com a expansão do Império Otomano no século XVI, o café se espalhou para a Ásia menor, Síria, Egito e sudeste da Europa. Todo o mundo islâmico foi conquistado pela “embriaguez sóbria” desta bebida preta, cujo nome hoje vem da palavra árabe “qahwah” que significa “vinho”, enquanto os turcos o chamavam de “Kahweh”. Como os muçulmanos não podem consumir álcool, o café transformou-se no “vinho do Islã”.

 

 

O FIM DO MONOPÓLIO ÁRABE NO CAFÉ

Os árabes guardavam as bagas de café e os seus preciosos frutos zelosamente, proibindo estritamente a sua exportação. O comércio de grãos de café permaneceu nas mãos dos árabes por muitos anos, até que, no início do século XVII, alguns atrevidos comerciantes holandeses tiveram a coragem de contrabandear grãos de café para a Europa. Na Europa, os grãos de café eram cultivados em estufas e laranjais, antes das ambiciosas potências coloniais começarem a cultivá-lo na ilha de Java, na Colômbia e no Quênia. O café, agora uma mercadoria disponível internacionalmente, tornou-se a “bebida do povo” em muitos países durante o século XIX. A história da Lavazza começou nesses anos: a empresa foi fundada em Turim em 1895. O que começou em 850 d.C com uma planta misteriosa, é hoje a bebida mais popular do mundo, após a água.

Encontramos outros artigos que podem lhe interessar…

REVISTA
Cultura do café

Coffee Sips

SAIBA MAIS
REVISTA
Um café na Austrália

Coffee Sips

SAIBA MAIS
REVISTA
Cafés literários

Coffee Sips

SAIBA MAIS
REVISTA
História do café

Coffee Sips

SAIBA MAIS
REVISTA
Tome um café e pague por dois

Coffee Sips

SAIBA MAIS
REVISTA
Café italiano

Coffee Sips

SAIBA MAIS