• Imprimir
  • Marcar

BALANÇO DA SUSTENTABILIDADE DE 2016

Melhoramento contínuo

A Lavazza sempre apreciou a grande importância do capital humano. As nossas pessoas são a chave para a inteira cadeia de produção e a maior força motriz por trás dos resultados de que nossa marca sempre sentiu orgulho de conseguir.

Baixar o balanço de sustentabilidade em versão PDF.

Desde os cafeicultores, que a nossa Fundação apoia ativamente atuando lado a lado, aos nossos funcionários, que são bem-vindos ao nosso novo Centro Direcional com uma abordagem integrada, apropriada e partilhada, e que são os destinatários de todos os nossos programas de bem-estar, até os consumidores, para os quais o nosso compromisso em fornecer produtos de qualidade superior tem sido o objetivo principal da nossa empresas desde o princípio. Todos estes participantes precisam ter consciência do próprio papel no Sistema da Lavazza, para poderem partilhar os valores da empresa e buscá-los ativamente. A Sustentabilidade é, de fato, uma responsabilidade partilhada.

A Lavazza tem um compromisso para buscar a sustentabilidade mediante o fomento dos próprios princípios e a aplicação dos mesmos diariamente, através do envolvimento de todos os stakeholders do Grupo. É com esta mentalidade de investimento no capital humano que levamos a sério a importância de uma economia circular, reinvestindo localmente os nossos recursos, de forma a criar valor para o território onde a nossa Empresa tem crescido e expandido. 2016 foi, especificamente, um ano em que nos dedicamos a investimentos substanciais nos estabelecimentos de produção do grupo na Itália, bem como em empresas recém adquiridas em outros países, com, em primeiro lugar, a Carte Noire.

Foi um ano de muitas mudanças, um ano que forneceu uma imagem clara de uma família, a família de todos os stakeholders da Lavazza, que continua crescendo mais com cada novo dia.

As nossas raízes locais, de fato, se expressam com a coerência dos objetivos da nossa empresa, reconhecendo que o fato de pertencermos a determinados lugares é um valor essencial. Mesmo a criação da Nuvola, o novo Centro Direcional, e o desenvolvimento do inteiro conjunto Lavazza na Aurora, um bairro no centro de Turim, foram naturalmente nesta direção. Não mudamos para um lugar qualquer, sem sentido de identidade, mas preferimos ficar no coração da nossa cidade, redescobrindo o valor de um quarteirão e ampliando o seu potencial. Entretanto, fizemos mais do que apenas decidir desenvolver um espaço sustentável para todos os nossos funcionários. Não estou pensando apenas em um ambiente de trabalho que seja consistente com os mais altos padrões de sustentabilidade e que obteve as mais prestigiosas certificações LEED para edifícios industriais.

Estou pensando especialmente nos serviços projetados para as nossas pessoas, para o fomento da mobilidade sustentável, e como o nosso Centro Direcional estará aberto aos próprios arredores e à cidade. Os resultados desta abertura serão ações cada vez mais efetivas e miradas no engajamento comunitário, investindo nos arredores e apoiando o tecido social e econômico do qual a Lavazza faz parte. Resiliência, Paixão e Perseverança. Estes são os atributos que tem sempre definido o nosso trabalho e que nos tem permitido enfrentar novos desafios e buscar novos objetivos, ao mesmo tempo que continuamente elevamos os padrões no nosso horizonte. A Lavazza, uma companhia cada vez mais internacional, deseja continuar esforçando-se no sentido de um desenvolvimento sustentável dos próprios negócios, concentrando-se no bem-estar do capital humano do grupo e endossando cada vez mais ativamente a atuação da própria Fundação nos países cafeicultores, um mundo para o qual temos um dever moral que precisa ser reafirmado, e onde reconhecemos as nossas raízes agrícolas.

Portanto, o ano que examinamos e descrevemos neste Balanço da Sustentabilidade de 2016 foi um ano de substância, visão e relações estreitas com todos os eventos coligados à inovação, cultura, esportes, alimentos e sustentabilidade, sobretudo o relacionamento com a feira Terra Madre e a organização Slow Food, com as quais comemoramos no nosso vigésimo aniversário de colaboração.

 

 

Alberto Lavazza

Presidente da Luigi Lavazza S.p.A.

A Sustentabilidade é um percurso de evolução constante. Requer que levemos em consideração: os nossos limites, pontos fortes e prioridades para ação. É por esta razão que a escuta e as discussões com os stakeholders são elementos chave na construção desse percurso, criando valores partilhados em toda a cadeia de produção. O desenvolvimento sustentável tem a ver com o nosso futuro comum. Foi por isto que os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foram concebidos e enunciados formalmente em um contexto partilhado e, de fato, mundial e internacional como as Nações Unidas.

É necessário todos os operadores econômicos reconhecerem que estes objetivos são essenciais, porque apenas se for assim poderemos conseguir resultados tangíveis e duradouros. A Lavazza não abre mão destes princípios: não somente porque o nossos produtos derivam do processamento de matérias-primas de origem vegetal e estão, portanto, potencialmente ameaçados pelos fenômenos das mudanças climáticas; mas também porque as responsabilidade que estes Objetivos acarretam são mundiais e acima dos interesses específicos dos negócios de qualquer grupo. As companhias são agentes chave para vencer estes desafios e para conseguirmos chegar a estes Objetivos Mundiais. Por exemplo, o compromisso para reduzir as emissões de gás do efeito estufa e o consumo de energia falhará se não for considerado uma responsabilidade direta de quem usa energia para criar valor por ser uma obrigação econômica. Da mesma forma que não podemos nos eximir do compromisso para parcerias orientadas rumo a sustentabilidade ou um crescimento econômico justo e inclusivo.

O compromisso que o nosso papel de líder do mercado significa é consistente com o que os nossos clientes querem de nós: que ofereçamos produtos de alta qualidade obtidos por processos sólidos, seguros, de confiança e repetíveis, que respeitam as pessoas e o meio-ambiente.

Todas as companhias podem e devem se comprometer ativamente com um desenvolvimento sustentável. A luta contra as mudanças climáticas, o compromisso com os consumos e a produção responsáveis ou a inovação sustentável gera um círculo virtuoso. Beneficiam não apenas o meio-ambiente e a sociedade, mas também gera-se eficiência nos processos de fabricação, redução de resíduos e dos processos menos econômicos, e até se beneficiam as margens de lucros das empresas. O crescimento internacional da Lavazza depende necessariamente da Sustentabilidade.

A inspiração precisa provir destes princípios, com o envolvimento e a motivação dos próprios funcionários, e estimulando nos mesmo a sensação de pertencerem a um grupo que é financeiramente sólido, tem perspectivas de desenvolvimento econômico sustentável e oportunidades para crescimento. O compromisso que nos cabe assumir, por sermos um líder mundial, não se limita a otimizar os nossos processos e o nosso consumo de energia.

Requer que nos encarreguemos da inteira sequência do nosso ciclo de negócios, que trabalhemos com os cafeicultores para melhorar as técnicas de cultivo para as tornar mais sustentáveis no futuro, e que trabalhemos com todos os nossos parceiros para gerar o máximo de impactos positivos que formos capazes, para o meio-ambiente e a sociedade.

 

Antonio Baravalle

CEO da Luigi Lavazza S.p.A.