• Imprimir
  • Marcar

QUALIDADE DESDE O GRÃO ATÉ A XÍCARA

De grão em grão, a transformação até o café Lavazza

O departamento de Pesquisa e Desenvolvimento controla toda a cadeia de produção, a começar pela escolha do método de colheita.

A compra da matéria-prima é monitorada por especialistas do Departamento, que aplicam padrões rígidos de qualidade para cada tipo de café, e avaliam suas características antes de comprar os lotes necessários para produção: o café Lavazza é certificado do primeiro ao último grão.
Hoje em dia, os processos de seleção ótica e a catalogação das fontes de café ocorrem diretamente nos países produtores de café: cada variedade é comercializada de acordo com critérios específicos de qualidade e preço. Nossos especialistas escolhem o café que irão comprar de acordo com os padrões aplicados aos blends Lavazza.

Na chegada à fábrica, toda etapa do processo — manuseio, armazenamento, dosagem dos blends e torra — é controlada por um sistema computadorizado central.

Mistura, torrefação e moagem são o núcleo do processo de produção: essas fases fundamentais fazem o café único, e são as etapas em que nossos especialistas intervêm com mais frequência para monitorar todo o processo.
A criação de blends de café, aperfeiçoada pelo Departamento, é controlada pelos especialistas Lavazza, pelo sistema computadorizado e por um painel de provadores que testam cada blend a fim de garantir o mesmo resultado e sabor de cada blend na xícara, todo ano.

As torrefadoras são máquinas de convecção que tornam o processo de torra por ar quente mais uniforme e delicado, e podem garantir o nível correto de torra para cada blend. Um sistema piloto de torrefação faz um pequeno ciclo de testes, torrando uma pequena quantidade de café antes de iniciar a produção em larga escala.

O processo de moagem, que difere dependendo do uso pretendido para cada blend (espresso, mocha ou filtro), também é gerenciado automaticamente por sistemas computadorizados e controlado pelo Departamento.

O café moído é mantido em silos de atmosfera controlada para protegê-lo contra oxidantes (luz, oxigênio, calor e umidade), e é rapidamente enviado ao estágio de envase. O formato da embalagem e o material usado são essenciais para garantir a conservação perfeita dos blends, e o Departamento está em busca constante de soluções mais eficazes.

O método de descafeinização da Lavazza também é resultado do trabalho desse departamento. A fábrica de Pozzilli aplica o processo inovador supercrítico de CO2, que tem ação seletiva natural nos grãos, otimizando suas propriedades organolépticas. Sob condições especiais de pressão e temperatura (estado supercrítico, entre líquido e gás), o dióxido de carbono possui uma capacidade avançada de ligar-se seletivamente à cafeína, extraindo-a sem danificar os componentes aromáticos do café.

O estágio final do processo de produção é a extração: quando o produto é transformado em um momento de prazer a ser saboreado e compartilhado, e a paixão da Lavazza atinge seu objetivo original. Com as novas máquinas de espresso e os cursos para baristas oferecidos pelo Training Center, agora podemos "construir" essa fase também, garantindo a qualidade do espresso Lavazza até o último gole.