• Imprimir
  • Marcar

More info

TRAINING CENTER

Descubra o Training Center Lavazza, a maior escola do mundo para formação e treinamento de pessoas sobre o sabor do café e para a disseminação da cultura do café espresso. SAIBA MAIS

Torra do café

O conhecimento da Lavazza sobre o processo de torra do café significa que podem ser formulados ciclos específicos de torra, combinando tempo e temperatura para melhorar as qualidades particulares de cada blend.

 

Com a torra, os grãos de café passam por nada menos que uma metamorfose: mudam de cor, ficam mais leves, aumentam de volume e adquirem mais aroma. É exatamente essa exposição a altas temperaturas que permite aos grãos desenvolverem suas qualidades aromáticas.

  • A 100ºC ficam na cor dourada e o cheiro de torra começa a penetrar
  • Depois de 150-180ºC ficam maiores, brilhantes e marrons
  • Entre 200-230ºC a torra atinge seu nível ideal e o café adquire sua fragrância distinta
  • Depois de extraído do torrefador, o café é colocado rapidamente em temperatura ambiente com correntes de ar e vaporizado com água fria

Os tempos variam com base nos tipos de café tratados e nos métodos usados:

  • ciclos curtos para o robusta, que destaca seu corpo e minimiza a lenhosidade
  • ciclos médios para o arábica, para intensificar a fragrância e a doçura dos blends de café
  • os blends de espresso (extração rápida, alta pressão, etc.) exigem longos ciclos de torra, capazes de otimizar a performance da máquina e obter um cremoso e bem misturado espresso

O departamento de Pesquisa e Desenvolvimento identificou a tecnologia de convecção como o melhor método para um processo de torra uniforme que respeita as características do café. Para saber mais, visite a sessão exclusiva

 

 

 

Moagem
O grau de moagem(fina – média – grossa) altera a resistência do café ao fluxo da água, influenciando a velocidade de extração e, com isso, as características sensoriais finais da bebida na xícara:

  • Os blends para café espresso são moídos de modo muito fino para acelerar o processo de extração típico desse sistema de preparo, e permitir que a água captura o máximo de sabor em apenas alguns segundos
  • O café americano, preparado com cafeteiras de filtro, exige moagem mais grossa. Esse processo segura a água pelo tempo necessário para infusão e transferência do sabor
  • A cafeteira italiana apresenta os melhores resultados com blends de moagem média

Os blends Lavazza moídos satisfazem esses critérios e sempre garantem o melhor resultado para cada sistema usado. Fora de casa, onde o barista é responsável pela moagem do café, temos o compromisso de garantir que você tenha o melhor espresso italiano com os cursos do Training Center Lavazza dedicado a profissionais.

 

Armazenamento e envase
O café moído é muito delicado e deteriora rapidamente quando entra em contato com ar, luz, calor e umidade. Antes do envase, é armazenado em ambientes de atmosfera controlada em que o dióxido de carbono, que se forma naturalmente durante a torra, dispersa-se muito rapidamente, mantendo intacta a fragrância do café.
O envase do café é feito com materiais e técnicas de última geração, criados para preservar a qualidade Lavazza por muito tempo. Nosso departamento de Pesquisa e Desenvolvimento está sempre em busca das soluções mais adequadas, tanto em termos de conservação quanto de sustentabilidade ambiental: para saber mais, visite a sessão exclusiva.