• Imprimir
  • Marcar

A QUALIDADE COMEÇA NO COMEÇO

A colheita e os processos iniciais também são essenciais para a qualidade do café

Dois sistemas de colheita são usados com mais frequência no cultivo do café:

  • Picking: é um processo totalmente manual no qual as cerejas maduras são selecionadas e colhidas uma a uma, exigindo que os colhedores passem pela plantação de café diversas vezes. Assim obtém-se uma colheita mais uniforme e de alta qualidade.
  • Stripping: é um processo que pode ser manual ou mecânico no qual a fruta é removida, numa única passada, em estado médio de maturação. Geralmente exige uma verificação adicional para eliminar impurezas e cerejas imaturas ou já fermentadas.

A próxima etapa é extrair o grão da fruta usando um método de beneficiamento úmido ou seco:

  • o beneficiamento úmido é usado para o fruto colhido manualmente, e produz um café classificado como lavado ou suave, da mais valorizada qualidade, e com aparência uniforme, sem defeitos. Este método de beneficiamento exige o uso de cerejas com maturação e consistência uniformes. Uma máquina remove a pele dos grãos, que então são colocados em água para fermentar a fim de eliminar a mucilagem (polpa).

Os grãos são lavados e deixados para secar ao sol ou em uma secadora. Por fim, o descascador elimina as duas membranas protetoras restantes.

  • O método de beneficiamento natural produz um tipo de café com aparência menos uniforme, conhecido como natural. O fruto acabado de colher é espalhado no sol, ao ar livre, por duas a três semanas. A exposição ao sol seguida pela ação das máquinas elimina pele, polpa e membranas protetoras.
  • Também existe um método de beneficiamento que produz um café semi-lavado, e utiliza uma máquina para remover tanto a pele quanto a polpa, usando a água apenas para lavagem. Depois os grãos são colocados para secar ao sol ou em secadoras.